terça-feira, 7 de novembro de 2017

Policiais que prenderam assassino de Alanna Ludmila são homenageados pelo Comandante Geral da PMMA

Na manhã de sábado (04), um veículo van que faz viagens para o interior do Estado, estava se deslocando de São Luis para a cidade de Pirapemas distante aproximadamente 186 km da capital. Parecia mais um dia normal de viagem para o motorista do veículo e passageiros. Dentro do transporte estavam, à paisana, dois sargentos da PM, Cesár e Burgos que iam para um compromisso particular.

Segundo os militares, nas proximidades da sede da PRF, um homem solicitou parada para a Van. O sargento Burgos que atualmente está na reserva da corporação reconheceu imediatamente Robert Serejo Oliveira, principal suspeito de assassinar a criança Alanna Ludmila, no bairro do Maiobão.  A criança estava sumida desde o dia 1º de novembro e seu corpo foi encontrado na manhã da sexta-feira, dia 3, enterrado no quintal da própria casa.

 “Logo que ele (Robert) entrou na Van o reconheci imediatamente. Esperamos chegar na Barreira da Estiva (posto da PM) o momento ideal para dar a voz de prisão, pois contaríamos com o apoio do policiamento do posto”, explicou o sargento Burgos.

Ao se aproximar do posto da Estiva, os PMs deram voz de prisão ao suspeito que negou ser Robert Serejo.

Os sargentos Burgos e César e o comandante do 6º BPM, major Marcelo, foram homenageados, na manhã desta segunda-feira (06), pelo comandante Geral da PM, coronel PM Frederico Pereira.

“Todo sistema de segurança do nosso Estado estava mobilizado para capturar Robert Serejo. Nossos  policiais estavam atentos e, imediatamente, reconheceram o suspeito e agiram no momento certo, evitando uma aglomeração e reação por parte da população”, destacou o comandante geral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário