terça-feira, 14 de novembro de 2017

DIREITO DE RESPOSTA

O Blog do Ezequias Martins publica o direito de resposta, do vice-prefeito Antônio Pires, como diz a constituição, mas pelo respeito que tem aos seus leitores se faz necessário fazer alguns esclarecimentos: primeiro vamos continuar com a nossa linha editorial prestando este serviço à sociedade independentemente de quem quer quê seja.
Segundo, em momento algum mentimos ou atacamos a honra do vice-prefeito como ele diz, mas pautamos com coragem e seriedade as verdades dos fatos que poucos estão dispostos a fazer.
  Para denunciar suas mazelas estamos a serviço do povo e não subordinado a ninguém como ele insinua.
O fato de postarmos na íntegra o seu direito de resposta não quer dizer que concordamos com ele, e nem tão pouco que estamos contradizendo o que afirmamos aqui na matéria. O Blog do Ezequias Martins seguirá sem retroceder prestando o seu trabalho a sociedade coelhonetense e seus leitores em geral.
Segue na íntegra o direito de resposta.
  

DIREITO DE RESPOSTA

Prezado Blogueiro, Não é de hoje que esse blog usa da liberdade de imprensa para publicar postagens que atacam e vilipendiam a minha honra, por motivos subalternos e que desconheço. Fazendo bom uso do Direito de Resposta que me assiste a Lei, em respeito a verdade do fatos, aos leitores desse blog e diante da postagem Antônio Pires: o exterminador de gestões publicada na última sexta (10), venho expor o que abaixo segue:

1. Não tem base alguma além de ser uma mentira deslavada tentar nos culpabilizar pela rejeição do governo do ex-prefeito Magno Bacelar. Como posso ser culpado pelos erros de um governo se não tinha cargo na gestão e nem usufruía de qualquer interferência na administração? Se cometi algum erro na gestão do ex-prefeito foi o de integrar sua base política e lhe dar sustentação na Câmara, mesmo diante dos inúmeros erros do governo apontados pela população e comprovados pelas urnas em 2008;

2. A ex-prefeita Márcia Bacelar assinou filiação ao PSB e como filiada tinha legitimidade de disputar o cargo de prefeita. Não cabia a mim como presidente municipal, interferir ou tentar tolhê-la de um direito que lhe era assegurado pela legenda que tinha interesse como qualquer partido em ampliar sua representação no processo eleitoral;

3. Estive na base de apoio do governo do ex-prefeito Soliney Silva e sai de cabeça erguida e pela porta da frente. Todos sabiam que eu era pré-candidato a prefeito e no momento que não concordei com a forma como se deu a escolha do candidato, optei por sair e comuniquei isso oficialmente ao ex-prefeito. Tanto que até hoje não temos qualquer problema e sempre que pode, destaca nas redes sociais o respeito comigo e minhas contribuições ao seu governo;

4. Desconheço o que o blogueiro quer dizer como “aproveitou como pôde da gestão ajudou a estragar o desgoverno do companheiro”. Sou vice-prefeito e continuo não tendo qualquer ingerência na atual administração e nem respondo por ela, ao contrário, ajudo como posso e apenas quando sou consultado;

5. Ao contrário de suas afirmações – essas sim maliciosas – a vereadora Liza Pires não é objeto de manobra nem meu e nem de ninguém, nunca foi e nunca será. É uma mulher que detém o mandato dela e responde por ele. Não interfiro no posicionamento político dela e muito menos em suas decisões, pois ela tem responsabilidade com o mandato que lhe foi outorgado pelo povo e sempre foi séria, destemida e corajosa para assumir seus posicionamentos;

Por fim, lamento que o Senhor se utilize desse meio de comunicação para faltar com a verdade e me atacar quase que diariamente de forma gratuita. Esse viés utilizado pelo Senhor para fazer suas matérias é um desserviço que presta aos seus leitores, mas que a partir de agora não ficará sem resposta, pois utilizaremos dos meios legais para contrapor as invencionices e matérias criadas sem fundamento algum.

Antônio Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário