sexta-feira, 7 de abril de 2017

Quem mandou votar no homem?

Esse clássico do saudoso Olímpio Martins gravado no final da década de 80, agora pode ser cantando em Coelho Neto, principalmente pelo servidor da saúde que o salário é uma piada como dizia o músico.
Vereador Dr. Ricardo Chaves. 

O governo Américo de Sousa precisa urgentemente criar uma política de valorização do servidor público da saúde que geme com o salário dos mais pequenos da região, trabalhando sem estimulo, já que Américo era o defensor do serviço público em toda a sua vida de sindicalista.

Não está errado o vereador Dr. Ricardo Chaves, quando se posiciona contrário ao tratamento diferenciando da secretaria de saúde para com os servidores.

 Ricardo Chaves, relatou a diminuição do salário dos enfermeiros que já não ganham a insalubridade e a desvalorização do profissional de odontologia que também aguarda um aumento, deixando claro que o protesto era em decorrência da valorização de uns e desvalorização de outros. 
  
Ricardo pediu ainda para o povo de Coelho Neto ao governo médico pediatra. Segundo o Parlamentar o município dispõe de apenas um urologista que realiza 12 atendimentos há cada 15 dias e um oftalmologista que também atende a cada 15 dias e apenas consulta. Segundo Ricardo quem precisa de cirurgia não conta com o serviço.

Nas Ruas de Coelho Neto, está precisando mais do que nunca de se cantar em protesto esta música de Alípio Martins, “Quem mandou Votar no homem”.

  


Nenhum comentário:

Postar um comentário