quinta-feira, 2 de março de 2017

Vereadores pemedebistas ligados ao Américo buscam formas de saírem da arapuca partidária!

Os quatro vereadores do PMDB, que se elegeram no palanque de Jademil Gedeon, candidato a prefeito de Soliney Silva, que agora integram à base aliada do prefeito Américo de Sousa, PT, na Câmara, estão trabalhando por “debaixo dos panos” uma possibilidade de receber as cartas de anuências junto ao presidente do partido o ex-prefeito Walternir Lopes, e saírem legalizados para outra legenda.
Foi assim que eles caíram na armadilha. 

 Os vereadores temem cometer infidelidade partidária, dando sustentação a um governo do PT. Outra situação bem mais angustiantes para eles é saber que dificilmente o PMDB, possa se coligar com o PT, em 2020.

Para receberem as cartas o maior desafio no caminho seria a amizade e aliança política em que Waltenir manter com Soliney, desde 1996, mas há quem diga que isso não será mais o grande problema, porque Major, anda chateado com Soliney. Como retaliações Waltenir se negou a comparecer ao aniversário do netinho do ex-prefeito transcorrido na noite desta quarta-feira de cinzas, 1º de março, em sua residência nas Pimentas.

Inconformados em ver os vereadores em que ajudou a eleger dando apoio o seu adversário, Soliney vai fazer de tudo para continuar com eles no PMDB, aumentando o dilema dos edis, os enquadrando naquele velho ditado; “se correr o bicho pega e se ficar o bicho come”. Com as cartas em mãos, os vereadores se livram da infidelidade partidária, mas podem caírem em outras arapucas do ex-prefeito Soliney Silva, inclusive sobre ajuda de campanha não declarada.

Para os parlamentares em apuro, Waltenir Lopes, não precisa se tornar aliado de Américo, para resolver o problema; na condição de escudeiro de Soliney o pemedebista como presidente do Diretório, só precisa dá o seu aval estatutariamente para que que eles fiquem livres e soltos. 

Destes vereadores na tentativa de enganar Soliney, toma café com Américo e almoça com ele, garantindo que ainda é um aliado seu. Com o ego alimentado, Soliney segue acreditando, enquanto, Américo de Sousa, é quem realmente tem eles de verdade em sua cota.

É preciso saber se Waltenir vai mesmo sensibiliza-se com os vereadores a ponto de por sua conta dá-lhes as cartas de anuências ou se vai convencer a Soliney libertar os Parlamentares deste suplício...

Para tanto vamos acompanhar a história e ver o que de fato vai acontecer.
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário