sábado, 4 de março de 2017

Força tarefa do prefeito Américo de Sousa pode ser uma farsa, diz vereador

O líder do PMDB na Câmara, vereador Rafael Cruz, usou a tribuna da casa durante a sessão ordinária de ontem, 2, para denunciar o estado de abandono em que se encontram as escolas das redes estadual e municipal de Coelho Neto. O parlamentar se respaldou na matéria publicada por este portal, em que revela total desprezo do prefeito Américo de Sousa (PT) e do governador Flávio Dino (PC do B) para com a educação. Rafael Cruz foi enfático ao afirmar que os recursos repassados pelo governo federal, para o setor, estão realmente em dia, e lamentou a desatenção desses governos, os quais, segundo ele, não providenciaram ainda, sequer, a limpeza dos prédios. Rafael também externou sua preocupação para com o início do ano letivo. “Certamente será um início prejudicado, porque não se observa nenhuma movimentação do prefeito para resolver os problemas das escolas. Quanto ao governador, nem se fala!”, lamentou de forma indignada o vereador. 


Após a atuação do líder oposicionista, o prefeito se mobilizou rapidamente para divulgar, através de um blog da sua assessoria de comunicação, licitação para reforma de cinco escolas, priorizando, de imediato, as escolas Leozinho Sabido, José Sarney (antiga FEC) e José Silva. Ele estipulou um prazo de 90 dias para a conclusão do que chamou de primeiro lote dessas reformas.

Durante esse tempo, as escolas funcionarão em prédios alugados. Por telefone, o peemedebistas Rafael Cruz falou da sua desconfiança nessa medida. Ele teme que seja apenas mais uma manobra do governo municipal para favorecer aliados. “O governo fala em força tarefa, que não vai maquiar a reforma das escolas... e como fica a situação nas outras 40 escolas, da sede e da zona rural? Isto está se configurando numa grande “gambiarra” na educação e numa válvula de escape dos recursos em caixa”, disse. Para o início da força tarefa, segundo o que foi divulgado, o prefeito vai ter que acomodar 2 mil e 500 alunos em, no mínimo, 85 salas de aula. A pergunta é: onde conseguir alocar imóveis para tanta sala de aula?




Não precisa ser craque em matemática para se chegar à conclusão de que a força tarefa, anunciada pelo governo, não vai funcionar. Siga o raciocínio: A rede Municipal possui 43 escolas. A reforma completa de 3 escolas de porte médio, segundo o prefeito, dura 90 dias; então as 43 escolas levarão um total de 3 anos e 5 meses para serem reformadas. Isto, sem considerarmos que essas escolas precisam ser reformadas todos os anos. Significa dizer que o vereador Rafael Cruz tem razão em desconfiar dessa bendita força tarefa.

Blog do Milton Vieira direto ao Assunto. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário